sexta-feira, outubro 30, 2009

DISTRITO 9

Hoje em dia, descobriu-se nos cinemas a artimanha de filmar produções ‘menores’ como documentários, pois com isso consegue-se driblar algumas falhas na parte técnica.
Apesar disso não estar visível em DISTRITO 9 (que tem efeitos especiais competentes ao extremo), o que poderá incomodar os espectadores, é o modo extremamente diferente como são tratados o primeiro e o segundo ato.

Troque, extraterrestres por iraquianos, palestinos, negros ou qualquer outro povo segregado, humilhado, marginalizado e torturado física e psicologicamente por aqueles que ‘tem o poder’. Troque a favela, cercada por muros e grades, pela visão soturna do apartheid, onde negros e brancos não se misturavam e troque o descaso e a indiferença dos governos para com este tipo de ‘ser’ e a visão crítica estará estampada no seu rosto sem sutilezas.

Após, o estreante diretor NEILL BLOMKAMP joga violência exacerbada, com direito a sangue espirrando nas câmeras, corpos sendo mutilados e tudo mais. Daí, o engajamento ‘politizado’ é deixado em segundo plano, mas nesta altura, já fomos pegos pelo roteiro otimamente escrito pelo próprio ‘comandante’ e por TERRI TATCHELL – a produção é de PETER JACKSON (O SENHOR DOS ANÉIS).

Na história, uma nave alienígena para sobre Johanesburgo e fica 3 meses inalterável. Decidem então invadi-la, ao fazerem isso, descobrem milhares de seres desnutridos, famintos e desesperados. Criam uma área para ‘ajudá-los’, porém, 20 anos depois, os aliens se proliferaram desgovernadamente, o local virou uma grande favela, com direito a contrabando de comida, prostituição entre raças e mortes.
Pressionado, o governo tenta mudá-los, mas para isso precisam de uma ordem de despejo, que acarretará em mais desentendimentos e violência.

SHARLTO COPLEY, que interpreta o funcionário público Wikus Van de Merwe, vai ganhando nossa empatia devagar, mas é nos momentos de tensão que ele explode e nos mostra ser um grande ator.
A junção poderia ser mais sutil, mas é uma ficção científica rigorosamente real e bem construída, vale todo alarde de público e crítica.

NOTA: 8,5
ORÇAMENTO: 30 Milhões de Dólares

2 comentários:

Anônimo disse...

我對於甜食的網路慾望是還好的,可有可無,但是對於專家乳酪蛋糕我就沒輒了。對於那種機票香味、口感總是讓我欲罷不能新娘
曾經我也變成機票乳酪蛋糕室內的瘋狂愛好者,收集不少高雄食譜、跑了不少美味的蛋糕店汽車。直到有一天花園,驚覺自已的腰已經穿不下最愛的褲子時,乳酪蛋糕發威了,只好說bye-bye了。
好險給我找一份果凍不但是低脂的乳酪蛋糕食譜,而且不用烘焙瑜珈,沒烤箱也沒關系,不過滋味和日誌傳統不太一樣,比較清爽,乳酪味也沒那麼重法拍。但是有種柔順滑嫩又清涼的口感。
灣娶大陸和教室東南亞的新娘一年有多少萬人?新郎年紀呢?據新聞專家報導,有越來越多台灣男人娶大陸和東南亞的新娘請問有多少清潔呢?娶大陸和東南亞新娘診所的男人年紀都多大呢?
根據戶政司及寵物統計處的資料顯示,來自大陸的網站配偶人數1年累計約14萬8千8百餘人,佔所有外籍新娘的61.61%,為外籍配偶之冠,東南亞新娘有1萬6千多人,佔37.31%,兩地區就佔外籍新娘的98.95%,顯示台灣的外籍新娘生活幾乎全部來自大陸與東南亞。一般認為百分百娶外籍新娘多為優質年長、再婚、低收入者,但根據乳酪報紙統計數據顯示,現今有不少大陸高知識、高收入者選擇外籍新娘為伴侶。

Anônimo disse...

我對於甜食的網路慾望是還好的,可有可無,但是對於專家乳酪蛋糕我就沒輒了。對於那種機票香味、口感總是讓我欲罷不能新娘
曾經我也變成機票乳酪蛋糕室內的瘋狂愛好者,收集不少高雄食譜、跑了不少美味的蛋糕店汽車。直到有一天花園,驚覺自已的腰已經穿不下最愛的褲子時,乳酪蛋糕發威了,只好說bye-bye了。
好險給我找一份果凍不但是低脂的乳酪蛋糕食譜,而且不用烘焙瑜珈,沒烤箱也沒關系,不過滋味和日誌傳統不太一樣,比較清爽,乳酪味也沒那麼重法拍。但是有種柔順滑嫩又清涼的口感。
灣娶大陸和教室東南亞的新娘一年有多少萬人?新郎年紀呢?據新聞專家報導,有越來越多台灣男人娶大陸和東南亞的新娘請問有多少清潔呢?娶大陸和東南亞新娘診所的男人年紀都多大呢?
根據戶政司及寵物統計處的資料顯示,來自大陸的網站配偶人數1年累計約14萬8千8百餘人,佔所有外籍新娘的61.61%,為外籍配偶之冠,東南亞新娘有1萬6千多人,佔37.31%,兩地區就佔外籍新娘的98.95%,顯示台灣的外籍新娘生活幾乎全部來自大陸與東南亞。一般認為百分百娶外籍新娘多為優質年長、再婚、低收入者,但根據乳酪報紙統計數據顯示,現今有不少大陸高知識、高收入者選擇外籍新娘為伴侶。

Related Posts with Thumbnails