segunda-feira, abril 13, 2009

CREPÚSCULO

www.adorocinema.com.brA síndrome do “amor perfeito” beira o ridículo nesta obra cinematográfica, adaptada do best seller de Stephenie Meyer. As meninas sonhadoras que suspiraram e sofreram por cada linha do livro, lotaram os cinemas mundiais para conferirem o romance mais fajuta dos últimos tempos em “carne-e-osso” (é quase tão sofrível quanto UM AMOR PRA RECORDAR).

São cento e vinte minutos de uma lentidão assustadora, descaradamente escorada nas interpretações rasas dos protagonistas: KRISTEN STEWART (O QUARTO DO PÂNICO) – tem certos momentos inspirados – e ROBERT PATTINSON (HARRY POTTER E A ORDEM DA FÊNIX) levando espectadores a envergonharem-se com sua “cara de mal” e as infinitas frases feitas. Os coadjuvantes, servem como pano de fundo para mostrarem jovens brancos idiotas, sarados e sem cérebro.

Para quem não conhece a história: garota muda de cidade, vai morar com o pai e é recebida com certa frieza pelos outros alunos. Mas descobre certos “colegas de classe” com poderes fora do normal e acaba apaixonando-se por um deles (futuramente irá descobrir que são vampiros).
Daí para entender que haverão vilões em busca de sangue-fresco é rapidíssimo, mas nem nas supostas cenas de ação CREPÚSCULO convence.

Há belos enquadramentos nas fotografias e no fim cumpre seu dever (fazer garotinhas suspirarem de emoção). Vá assisti-lo sem expectativas e talvez sairá satisfeito, porém prepare-se para duas horas de choros, lamentações e final feliz digno do cinemão hollywoodiano.
Faltou experiência para CATHERINE HARDWICKE (OS REIS DE DOGTOWN), mas foi início de uma trilogia tremendamente rentável.

NOTA: 4,0
ORÇAMENTO: 37 Milhões de Dólares

4 comentários:

Rogerio disse...

na minah opinião...vampiro tem que ser cruel...matar...sugar sangue não esse vampiro ai...cheio de frescuras...eee..mas se tem pessoas que gostem fazer oke ne...

Moniquetudybom disse...

não é meu estilo mas tem seus meritos por alcançar tão grande publico

Wander Veroni disse...

Éder, confesso que li o livro e fui ver o filme e me decepcionei muito. Claro que sei que há diferenças de linguagens entre literatura e cinema, mas o filme merece a nota menos um. O filme estava parecendo o primeiro capítulo de uma série adolescente com vampiros cheia de vampiros metidos a anti-heróis. O livro é a mais denso. O roteirista e a direção poderiam ter feito uma trama mais inteligente.


Abraço

draytonroger disse...

Li apenas o livro.
Mas, mesmo com seus comentários me arrisco a ver o filme, e depois comento aqui, ok?

Related Posts with Thumbnails