segunda-feira, agosto 24, 2009

NO MEU LUGAR

www.adorocinemabrasileiro.com.brOs estrangeiros que vêem filmes nacionais podem pensar que o Brasil é uma terra sem lei, amaldiçoada por favelas comandadas pelo tráfico, menores delinqüentes e pobreza para todo lado.
De certa forma não estão errados, mas esta visão superficial que nossa filmografia dá, cria um incomodo desnecessário e latente.

Se diretores como FERNANDO MEIRELLES e JOSÉ PADILHA seguram-se fortemente numa visão ultra moderna e sem os cacoetes ‘obrigatórios’, outros como BRUNO BARRETO e EDUARDO VALENTE de NO MEU LUGAR pecam em expor seus protagonistas apenas como ‘gente sem futuro’.
Se há um roteiro até certo ponto relevante, é por causa de VALENTE que as coisas deixam a desejar. E os atores, parecem sempre incomodados e intimidados diante à câmera.

No Rio de Janeiro, um policial é obrigado a intervir num assalto à uma casa de classe média alta. Suspenso da corporação, ele acaba seguindo sua vida – mesmo com problemas dentro de casa.
Esta ação acarretará numa intrincada trama, afetando a vida dos envolvidos profundamente.

O bacana é ver a divisão em três narrativas, que apesar de pequenos deslizes, consegue ir bem até o desfecho.
Filmado com elenco inteiramente desconhecido e apresentado no II Festival Cinema de Paulínia, NO MEU LUGAR tenta submeter-se como uma crítica social, mas esbarra nas ações manjadas, tenta expor a colisão entre as classes sociais no Brasil, mas fica devendo e perde completamente o foco, num final que, apesar de nunca ser previsível, é demasiadamente antigo – visto películas como as de ALEJANDRO IÑARRITU. Prefira 21 GRAMAS e esqueça este longa.

NOTA: 4,0
ORÇAMENTO: --



PERGUNTA PARA O INTERNAUTA:
1) O que vocês acham, ainda vale ir ao cinema para ver estes sub-gêneros nacionais de 'favelas, traficante e policiais' ?

15 comentários:

Alessandra Leal disse...

HUm... será que vou gostar deste??? Uma apaixonada por romance.... rs...

Bjos!

30 e poucos anos. disse...

Eu acho que o cinema nacional deveria ser mais apioado pois qdo grandes nomes se juntam sempre saí coisa boa.
O filme " No meu lugar" será que vai entrar em circuíto nacional de cinemas?

War Inside My Head disse...

É DIFICIL UM FILME NACIONAL EMPLACAR COMO VEMOS TEMOS POUCO EXEMPLOS: CENTRAL DO BRASIL, CARANDIRU, TROPA DE ELITE...E MAIS ALGUNS ...DIFERENTE SÃO OS FILMES ESTRANGEIROS...OS FILMES QUE GERALMENTE IMPLACAM , SÃO DE CUNHO APADRINHADO, CONTENDO ATORES DE PONTA!

Avassaladoras Rio disse...

Querido amigo avassalador...
Não sei se é pecado ou não mas o fato é que essas pessoas revisitadas por Barreto tem nenhuma ou quase nenhuma chance de mudança...Ele apenas seguiu a regra. Meirelles tem uma visão apurada e as vezes chega ao caricato para dar leveza a temas pesadissimos... fez isso em cidade de Deus e em alguns momentos da "Ensaio.."
Não gosto desse tipo de filme, já vivo em uma cidade violenta e ainda vou pagar ingresso pra ver mais violencia... não assisto.
Gostei da proposta geral do blog.
Não vou dar nota para os filmes ok...

FAGGH® disse...

Poh cara com os nomes de filmes quase iguiais fico pensando que nome não é filme uaahahu
abrç
www.celebritypoke.blogspot.com

FAGGH® disse...

Poh cara com os nomes de filmes quase iguiais fico pensando que nome não é filme uaahahu
abrç
www.celebritypoke.blogspot.com

Anônimo disse...

Love Without Borders, in response to Taiwan's 88 flood, please go to my site ~ Thank you for blessing the whole world!

雲林山區立委補選國民黨提名參選人張艮輝,98/8/23於斗南成立服務處。當天誠心為88災民祈福,祈願蒼天福澤災民,能快速重建家園。

雲林立委候選人張艮輝於會場上表達一貫堅持的參選理念,「一份理想、2 個希望、 3大改變」,並藉盛會為台灣祈福,場上的台灣加油地圖由地方代表等數十人點燃230支蠟燭,代表為台灣加油並點亮台灣因受88水災所面臨的黑暗期,在點燃蠟燭的同時,張艮輝也宣讀為台灣祈福文表示願為台灣這塊土地承受所有苦難。

雲林國民黨雲林立委張艮輝>>>參考網站

TRΛИSĞRЄSSIVΛS disse...

muito bom o filme
desculpa eu to colocado!

JuANiTo disse...

Só vale a pesna se for algo inteiramente novo!

Como Tropa de Elite conseguiu fazer!

Há muitas maneiras de explorar a nossa desigualdade, basta ter criatividade, um exemplo é Ó paí ó.
Tanto o filme como a Série de TV. São excelentes e garantem boas risadas.

Abraço!

Pobre esponja disse...

Não aguentio mais ver filme brasileiro que explora favela-polícia. O que é o mais engraçado é que, quanto mais filmes desse tipo aparecem "para conscientizar", menos consciência eu vejo: acaba o filme e a rotina volta.
O filme nacional que mais gosto (assista, é bom), fala de um tema super pertinente: brasileiros ilegais nos USA. Tem a Débora Falabella e chama-se "Dois perdidos numa noite suja".

abç
Pobre esponja

sequelanet.com.br disse...

Duvido que um filme nacional com esse porte, vingue no Brasil.
Mas é ver pra crer
abraços

Ygor Moretti Fiorante disse...

OPa boa tarde lhe indiquei para o Selo Vale a Pena Ficar de Olho Nesse Blog passe no Moviemento e veja, parabens pelo blog!!!

Versos Controversos - Alan Salgueiro disse...

Sub-gênero é um tanto depreciativo... Gosto desses filmes que mostram a realidade!
Brasileiro prestigia demais as produções americanas, depois reclama que da carência de cultura no país...

Anônimo disse...

I wish you health and happiness every day!
Ich wünsche Ihnen Glück und Gesundheit jeden Tag!
Je vous souhaite santé et bonheur chaque jour!

整形
婦產科
張艮輝
法拍屋
瑜珈
服飾
隔熱紙
清潔
雲林

BRUNO disse...

Verdade absoluta o que vc disse a repeito dos estereótipos que perseguem o Brasil, principalmente no cinema. E também adorei 21 Gramas, podemos esquecer até o Babel, que pra mim foi horrível com a desgastada fórmula que deu tanto certo com o 21 Gramas.

Abraços!

http://tempo-horario.blogspot.com/

Related Posts with Thumbnails